Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Guia do Pix: veja como aproveitar ainda mais os pagamentos instantâneos

Fique por dentro de todas as soluções para melhorar os pagamentos e recebimentos com Pix

Grupo de jovens fazendo Pix

Quanto tempo leva para uma inovação cair no gosto da população? Se tratando do Pix, dá para dizer que o sucesso foi instantâneo. Desde que foi lançado em novembro de 2020 pelo Banco Central, esse meio de pagamento conquistou os brasileiros, virando letra de música, um canal de comunicação entre os usuários por conta da possibilidade de enviar uma mensagem junto à transferência, símbolo de inclusão financeira e muito mais. 

Só na primeira semana de operação foram R$ 9,3 bilhões movimentados com o Pix, hoje, são mais de R$ 600 bilhões por mês. A adesão rápida aconteceu de diversas formas e por vários motivos. Em abril de 2021, segundo dados da Zetta, foram mais de um milhão de Pix de um centavo para troca de mensagens, por exemplo, os casos de flertes. 

Além disso, ele também permitiu que mais de 50 milhões de pessoas voltassem a fazer transferências e pagamentos depois de um ano sem realizar nenhuma TED, sem falar que cerca de 40 milhões de brasileiros fizeram a primeira transferência bancária usando o Pix. 

Esse impacto não é só entre as pessoas físicas. Atualmente, são mais de sete milhões de empresários e empreendedores usando o Pix, inclusive 86% dos pequenos negócios já estão utilizando como forma de pagamento, segundo pesquisa do Sebrae. Em novembro de 2021, o número de transações entre pessoas e empresas foi superior a quatro milhões. Já em fevereiro de 2022, o número de transações, nessa modalidade, ultrapassou os 129 milhões.   

No e-commerce, por exemplo, esse tipo de transação está ganhando mais espaço, permitindo que as empresas agilizem suas transações financeiras integrando o Pix às suas plataformas virtuais. Com isso, seu consumidor passa a ter mais uma alternativa disponível para o pagamento de suas compras e a sua empresa consegue melhorar sua experiência de venda e recebimento, além de reduzir custos, facilitar a gestão financeira e, principalmente, ter competitividade no mercado.

Essa oferta pode ser feita através da solução Checkout Pro do Mercado Pago, em que você permite aos seus clientes realizarem compras e pagamentos por meio de um formulário Web. Essa opção além de segura e rápida, também permite ao cliente escolher a forma de pagamento, como as transações do Pix, boleto, saldo do Mercado Pago, cartão de crédito e débito, entre outros. 

O mesmo acontece com o Checkout Transparente do Mercado Pago, sendo que a diferença entre as plataformas está no processo de integração na loja on-line e a oferta de um processo de pagamento com diferentes métodos, mas com menos etapas a serem seguidas pelo cliente. 

A seguir, reunimos outras informações importantes e tudo que você precisa saber sobre o Pix.

O que significa Pix?

Mesmo que pareça uma sigla como TED (Transferência Eletrônica Disponível) e DOC (Documento de Crédito), Pix não tem um significado específico. Segundo o Banco Central, a palavra foi escolhida porque remete a pixel - os pontos luminosos que formam a tela do celular. Ou seja, a ideia, basicamente, é mostrar inovação tecnológica. 

Antes do Pix, nenhum outro meio de pagamento permitia uma experiência com tantas facilidades, como transações instantâneas, com economia de tempo e dinheiro. Em até 10 segundos, em qualquer horário e dia - incluindo finais de semana e feriados, é possível fazer ou receber um Pix de forma gratuita, apenas podendo ser cobrado para pessoas jurídicas, dependendo da instituição.

Em fevereiro de 2022:

O número de transações, nessa modalidade, ultrapassou os 129 milhões

Como usar o Pix?

Para usar o Pix, basta que o pagador e recebedor tenham uma conta em um banco ou instituição financeira, além de cadastrar uma chave que, segundo o Banco Central, são como “apelidos” usados para identificar uma conta durante as transações feitas pelo sistema do Pix. 

Em outras palavras, elas representam os dados da conta. Sendo assim, as transferências e pagamentos para pessoas e estabelecimentos são feitas de três formas.

  • Dados de pagamento do Pix
    Entra na área do Pix tanto pelo aplicativo, quanto no site oficial da instituição, informa um tipo de chave (que pode ser desde o CPF ou CNPJ, até o e-mail, número de telefone celular e chave aleatória), depois, insere o valor e envia;
  • Leitura de Código QR gerado por quem recebe o pagamento
    Na área de Pix do aplicativo do celular, é possível abrir a câmera para escanear o código. Aliás, esse Código QR tem a vantagem de poder ser exibido tanto de forma impressa, quanto na digital através do visor da maquininha de cartão ou do celular do vendedor.
  • Código do Pix Copia e Cola
    É gerado a partir do Código QR por quem faz a cobrança, já quem paga copia e cola no aplicativo.

Quais são as funcionalidades do Pix?

Além de facilitar as transferências e os pagamentos, o Pix também conta com várias funcionalidades que ampliam seus benefícios, inclusive em e-commerces. A seguir, veja tudo o que você consegue fazer hoje.
Empréstimo com garantia

Pix
Cobrança

O Pix Cobrança é uma alternativa ao boleto bancário, podendo ser aproveitado por lojistas, fornecedores, prestadores de serviços e outros usuários como meio de pagamento imediato ou para datas futuras.

Com ele é possível gerar códigos QR, que adicionam outras informações além do valor do pagamento, como cálculo de multas, juros ou descontos. Entre as vantagens da solução estão a personalização da cobrança, compensação imediata e custo menor ou taxa zero.

Separe o dinheiro do negócio das despesas pessoais

Pix Saque

O Pix Saque é uma transação exclusiva para retirada de dinheiro. Funciona assim: o consumidor faz um Pix para o estabelecimento comercial e recebe de volta o mesmo valor em dinheiro físico. É semelhante ao saque sem cartão, disponível nas contas digitais. Eles permitem você sacar dinheiro usando apenas o celular, basta fazer a leitura de um código QR. 

Já para as empresas, essa funcionalidade pode servir como mais uma forma de estreitar seus laços com os clientes, pois é uma facilidade que você oferece ao consumidor, evitando que ele se desloque ao caixa eletrônico ou à instituição financeira para sacar o valor que deseja.

Antecipaçãode recebíveis

Pix Troco

Aqui, o usuário recebe a diferença do pagamento de uma compra. Exemplo: você compra um item de R$ 50, faz um Pix de R$ 100 e recebe R$ 50 de volta em espécie. Mais uma facilidade, principalmente, se você gosta de ter dinheiro vivo na carteira.
Pix Agendado

Pix
Agendado

O agendamento de Pix é uma funcionalidade que ajuda no controle financeiro. Na prática, funciona como uma TED agendada, mas com a vantagem de ser instantâneo e acontece exatamente na data programada.
Pix MED

Pix MED

O Mecanismo Especial de Devolução (MED) do Pix pode ser acionado em caso de assaltos e fraudes. Para isso, o cliente precisa fazer um boletim e comunicar o ocorrido à sua instituição financeira nos canais oficiais de atendimento. Depois da análise, é possível recuperar o dinheiro. 

Porém, o Pix MED serve apenas quando ocorre uma falha operacional nos sistemas da instituição envolvida. Ou seja, não cabe aos erros cometidos pela pessoa nas transferências, como a digitação da chave errada, transações com suspeita de fraude e controvérsias comerciais entre usuários. 

O serviço não é um mecanismo de reversão de pagamento e sim uma tentativa de devolução do valor total desviado da sua conta por meio do Pix.

É possível acessar o repasse de valores disponibilizados pelo Governo Federal para pequenos e médios negócios com auxílio do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES);

O Pix é seguro?

O Pix é seguro porque segue as diretrizes impostas pelo Banco Central, que protegem todos os dados por criptografia e autenticação. Desse modo, as mesmas medidas de segurança adotadas em outros métodos, como TEDs e DOCs, são usadas para o tratamento das transações. 

Além disso, as operações são rastreáveis, o que significa que as instituições envolvidas podem, a pedido das autoridades competentes, identificar os titulares das contas de origem e de destino de toda e qualquer transação de pagamento. 

Para trazer mais segurança, em agosto de 2021, o Banco Central anunciou novas medidas de proteção. Por exemplo, agora, as pessoas físicas também contam com limite de transferência de R$ 1 mil, entre às 20h e 6h. Vale lembrar que o objetivo dessa restrição é proteger os usuários. Porém, se achar necessário mudar isso, basta entrar em contato com a sua instituição.

Como ter ainda mais segurança ao usar o Pix?

Mesmo com toda a segurança, talvez, você já tenha ouvido falar em golpes e fraudes envolvendo o Pix. Isso acontece porque os criminosos encontram estratégias para enganar as pessoas, que acabam entregando seus dados.

Para não ser uma potencial vítima, veja algumas medidas simples de proteção.

  • Não faça cadastros em sites desconhecidos
    Nunca informe dados pessoais (CPF, e-mail, número de telefone, senhas, etc). Sempre verifique se o endereço está correto e, na dúvida, entre em contato pelos canais oficiais da empresa.
  • Cuidado com links suspeitos recebidos
    Desconfie de ofertas, descontos e prêmios atrativos demais. Mesmo que seja de um remetente confiável, redobre sua atenção antes de qualquer clique, já que pode ser um vírus e a pessoa nem sabe do envio.
  • Atenção aos códigos QR e boletos falsos
    Todas as informações parecem verdadeiras, mas caso o pagamento seja efetuado, o dinheiro é direcionado para os golpistas. Por isso, verifique se o valor e o destino do dinheiro estão corretos antes de fazer a transferência. Outra dica é comparar a chave Pix ou os dados do Pix Copia e Cola com os dados do destinatário da transação. Faça essa comparação atentamente, pois em alguns golpes as chaves parecem ser de empresas, mas são atreladas às contas de pessoas físicas.
  • Adote boas práticas na sua conta
    existem diversas ferramentas que ajudam com as estratégias de segurança, como autenticação em dois fatores e liberação de acesso por reconhecimento facial.
Mulher sentando no sofá fazendo um Pix

Quais são as dúvidas mais comuns sobre o Pix?

Mesmo que o Pix lidere métodos de pagamentos, ultrapassando boletos, é normal que os usuários ainda tenham uma ou outra dúvida. Abaixo, respondemos às perguntas mais comuns.
  • 1   Como me cadastrar no Pix?

    O cadastro no Pix não é obrigatório para usá-lo no banco ou instituição financeira que o oferece, por isso você pode receber um Pix mesmo não tendo um cadastro. Basta fornecer os dados da sua conta. Mas para ter uma melhor experiência, é recomendável cadastrar uma chave.

  • 2  O que são as chaves do Pix?

    As chaves do Pix são os códigos que representam a sua conta depois que você aderiu à função no aplicativo do seu banco ou instituição. É possível registrar quatro tipos: CPF ou CNPJ, e-mail, número de telefone celular e chave aleatória. 

    Pessoas físicas podem registrar até cinco chaves por conta, já para pessoas jurídicas, é possível chegar a vinte. Só não dá pra cadastrar a mesma chave em mais de uma conta.

  • 3   O que é portabilidade de chaves?

    Se você deseja alterar a instituição que inicialmente cadastrou a chave, mas quer continuar usando a mesma chave, basta fazer a portabilidade. 

    Isso nada mais é que o processo de transferir uma chave cadastrada de uma conta para outra. Por exemplo, se você registrou o seu CPF na instituição financeira X, você pode fazer com que ele vire a chave na instituição Y.

  • 4   Quando o Pix pode ser cobrado?

    O Pix é gratuito para pessoas físicas, mas as pessoas jurídicas estão sujeitas às cobranças de acordo com as taxas das instituições. Alguns serviços podem ser taxados na hora do pagamento, como link de pagamento, código QR na maquininha e Pix Copia e Cola. 

    Lembre-se: Mercado Pago zera taxa Pix para pequenos negócios 

  • 5   Qual a diferença do Pix para os outros métodos de transferência?
    Que o Pix transformou as transferências de dinheiro, não restam dúvidas, mas uma coisa é certa: a cada dia que passa a comparação e até lembrança dos meios utilizados antes só vai aumentar. Pensando nisso, explicamos as duas formas comuns de fazer transferências antes do Pix.

TED

É uma opção de envio de dinheiro para outra instituição, disponível somente em dias úteis e deve ser feita até às 17h para que seja efetivada no mesmo dia. Quando feita após o horário limite, a transação somente é finalizada no próximo dia útil, e alguns bancos podem cobrar para a realização dessa transação.

DOC

Tem um limite de transferência de R$ 4.999,99 por dia, sua efetivação não necessariamente acontece no mesmo dia e o horário limite para realização e compensação da transação é às 22h. Similar a TED, também pode ser cobrada pelo banco.

  • 6   Quais são as vantagens do Pix?

    As vantagens do Pix vão desde a instantaneidade e disponibilidade a todo momento até a gratuidade. Tudo para permitir uma experiência de pagamento mais rápida, econômica, prática e acessível. Dessa forma, por exemplo, não é preciso esperar compensações demoradas, como acontece com os boletos que levam até três dias úteis. 

    Para as pessoas físicas, a nova experiência significa poder receber uma mercadoria mais rápido, sem a ansiedade da espera da compensação da transferência, principalmente fora do horário comercial. Já as pessoas físicas conseguem melhorar a gestão do negócio, controlando de forma mais eficiente o estoque, logística e fluxo de caixa.

  • 7ico_1  Qual é o futuro do Pix?
    Depois de tantas facilidades, benefícios e evolução é até difícil imaginar que dá para melhorar ainda mais. Já vamos adiantar que é possível sim! A seguir, reunimos as novidades do Pix que serão implementadas em breve.
  • 8   Débito automático
    A função poderá ser usada para pagamentos recorrentes de contas básicas, como luz, água, internet e telefone. Semelhante a programação de débito automático que já existe nas contas, é uma solução para cadastrar e programar pagamento de forma imediata na data do vencimento.
  • 9   Pix Garantido

    O Pix Garantido permitirá que os comerciantes realizem vendas parceladas. Isso tornará o Pix um dos concorrentes diretos dos cartões de crédito e, provavelmente, as taxas para acessar essa funcionalidade serão mais baixas.

  • 10   Pix Offline
    O Pix Offline permitirá a realização de transações sem a necessidade de estar conectado à internet. Para os comerciantes será uma vantagem, considerando, por exemplo, imprevistos que deixem a internet fora do ar.
  • 11   Pix para transações internacionais

    Essa função poderá facilitar a expansão da operação de negócios para outros países, além de ajudar nas transações entre pessoas físicas em todo o mundo. A ideia é conectar o Pix a outros sistemas de pagamentos fora do Brasil para facilitar transações, como compras internacionais e remessa de valores ao exterior.

Pix no Mercado Pago: mais benefícios exclusivos e gratuitos

Se você está pensando em começar a usar o Pix ou aproveitá-lo ainda mais, na Conta Mercado Pago você tem uma série de benefícios exclusivos e gratuitos para deixar sua experiência com os pagamentos instantâneos ainda melhor.

Hoje, como maior carteira digital da América Latina, estamos simplificando a vida de mais de 20 milhões de pessoas com serviços transparentes, zero burocracia e muitas vantagens. Ou seja, aqui, você tem tudo o que precisa para administrar suas finanças com mais segurança e economia. 

Com o Checkout Transparente e o Pro do Mercado Pago, por exemplo, você consegue oferecer ao seu cliente uma experiência de compra adaptada e acessível com diferentes dispositivos. Além disso, ele não precisa ter uma conta Mercado Pago, pois a plataforma aceita pagamentos de Pix, cartão de crédito e débito, boleto bancário, entre outros de compradores convidados. 

Outros diferenciais que a Conta Mercado Pago oferece, são:

  • Conta grátis - sem tarifa de manutenção
  • Cartões sem taxas (débito, crédito e virtual)
  • Pix e transferências gratuitas e ilimitadas para qualquer banco
  • Mercado Crédito para parcelar seus pagamentos
  • Pagamentos sem contato utilizando o código QR
  • Pagamentos de boletos e contas direto do celular
  • Recargas de celular e transporte rápidas e sem filas
  • Portabilidade de salário
  • Recompensas do Mercado Pontos
  • Saque sem cartão
  • Seguro para celular
  • Seguros para transações via Pix e cartão de crédito
  • Compra de criptomoedas
  • Ferramentas de venda

Além disso, com a Conta Mercado Pago, é possível fazer ou receber pagamentos parcelados via Pix. Estamos acompanhando e desenvolvendo as melhorias apresentadas pelo Banco Central. Ou seja, em breve, teremos muitas novidades.

Use a Conta Mercado Pago
e aproveite mais vantagens do Pix!



Abra sua conta