Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Por que você não consegue economizar?

Casal sorrindo, sentado em um sofá com uma calculadora na mão e vários papéis na frente em cima de uma mesinha

Confira os erros mais comuns que são cometidos na hora de guardar dinheiro

 

Já imaginou o que você poderia fazer se tivesse algum dinheiro guardado? Uma viagem, a compra de um carro ou casa, investir na sua educação ou realizar um sonho… as opções são muitas. Mas você já tentou começar a economizar e não conseguiu? Bom, você não está sozinho.

Gastar mais do que ganha ou ficar no zero a zero todo mês e não conseguir poupar é um problema da maioria dos brasileiros. De acordo um estudo da Acordo Certo, empresa de renegociação de dívidas, 56% da população tem dificuldades em economizar dinheiro. Você sabe por que isso acontece?


Conheça os vilões da economia de dinheiro


Ter disciplina é um passo importante para manter as finanças organizadas e controlar o orçamento. Mas existem alguns erros que podem estar te atrapalhando na hora de economizar dinheiro. Entenda agora quais são eles:

1. Falta de organização financeira


Chega o fim do mês e você nem sabe direito para onde foi o seu salário? Muitas vezes, isso pode ser um sinal de falta de planejamento. Para conseguir poupar dinheiro, é preciso analisar o orçamento mensal detalhadamente e entender quais são os gastos essenciais e aqueles que podem ser reduzidos. 

Com isso, é possível organizar dívidas atrasadas, analisar juros, prazos de pagamento e verificar possibilidades de negociação, por exemplo. Depois disso, o ideal é colocar as informações em uma planilha ou um aplicativo e manter o hábito de registrar os gastos. 

2. Falta de conhecimento em Educação Financeira 


Compras por impulso, parcelamentos desnecessários, contas bancárias com tarifas abusivas e tantos outros exemplos. Muitas vezes, o que bagunça a vida financeira é a falta de conhecimento sobre como administrar melhor seus ganhos e gastos para poder economizar dinheiro. 

Que tal começar a entender um pouco mais sobre o dinheiro e como usá-lo de maneira inteligente? Por exemplo, no YouTube, você encontra diversos canais que falam de finanças pessoais de forma simples e descontraída. O da Nath Finanças é um deles. 

3. Não estabelecer metas e objetivos


Se você procurar economizar dinheiro sem um objetivo definido, fica muito fácil perder o controle e gastar tudo sempre que surgir alguma vontade de compra que pode ser adiada. Por isso, uma dica é nomear suas metas. Exemplo: “quero economizar para a minha viagem de fim de ano” ou “preciso montar uma reserva de emergência.”

Depois de alcançar cada meta, escolha outra e continue poupando. Não perca de vista o que realmente interessa: se você começou a poupar para aposentadoria, não use esse dinheiro no meio do caminho para fazer uma viagem, por exemplo. Se você quer viajar, junte dinheiro para esse objetivo separadamente. 

4. Ignorar gastos menores


Em um mundo ideal, o correto seria registrar cada um dos pequenos gastos diários. Parece um exagero, mas é importante ter em mente quanto esses valores representam no fim do mês no seu orçamento. 

Se você gasta R$ 10 na padaria quase todo os dias e pede delivery uma vez por semana, já parou para fazer as contas de quanto gastou no total em um mês sem perceber? E no fim de um ano?  Por isso, não deixe de anotar esses valores e considere-os também na sua planilha de finanças. 

5. Fazer parcelamentos sem organização


Outro erro comum para economia de dinheiro é fazer diversas parcelas de valores baixos isoladamente, mas que no total representam uma grande quantia. Um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que apenas 31% dos consumidores calculam a quantidade ideal de parcelas de acordo com seu orçamento

Além disso, 15% das pessoas parcelam no maior número de vezes possível. Isso não é necessariamente um erro, desde que essa opção caiba no seu bolso. Afinal de contas, parcelamentos, geralmente, impactam seu limite de crédito e recebimentos futuros. 

Ou seja, a ideia é que você tenha mais estratégias para usar seu cartão de crédito e consiga sempre pagar o total da fatura. 

6. Impulsividade


Nas redes sociais, na televisão e em diversos outros canais, é comum ser bombardeado por ofertas de produtos e propagandas, o que acaba influenciando nas famosas compras por impulso, que muitas vezes nem cabem no orçamento. 

E isso é mais comum do que você imagina: quase 60% dos brasileiros fazem compras não planejadas ao longo do mês, sobretudo em itens de vestuário (19%), compras no supermercado (17%), perfumes e cosméticos (14%) e idas a bares e restaurantes (13%).  Fazer isso de vez em quando não é um problema, o único cuidado é não tornar um hábito, o que posteriormente pode te deixar endividado. 

 

💡 Educação financeira: 6 dicas para ter controle do seu dinheiro



Faça seu planejamento e comece a economizar dinheiro hoje mesmo


A falta de cuidado com as finanças acaba se transformando em grandes vilões e impedindo a economia de dinheiro - quando não te leva a ficar no vermelho. Para ser mais estratégico no seu dia a dia, o caminho é planejamento e organização financeira.

Dessa forma, você tem uma relação mais saudável com o dinheiro e consegue se organizar sem dificuldade. O melhor é que mantém o controle dos seus gastos, traça objetivos e fica muito mais motivado a poupar e investir no futuro.

 

Serviços financeiros - Descubra como na conta Mercado Pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados